(51) 3518 8887

contato@sindibombeirosrs.com.br

Tenente Bruno apresenta projeto de lei “para salvar vidas”

    

  Regulamentada pela lei federal 11.901 de 2009, a profissão de bombeiro civil veio se somar a outras atividades ligadas à questão da segurança da população. Da mesma forma que os bombeiros militares, os bombeiros civis atuam na prevenção e combate a incêndio, o que inclui a avaliação de riscos existentes, inspeção periódica de equipamentos de proteção, implementação de plano de combate e abandono, resgate de pessoas e outras situações de risco.

    Os profissionais podem ser contratados diretamente por empresas privadas ou públicas, sociedades de economia mista ou empresas especializadas em prestação de serviços de prevenção e combate a incêndio.

     Atento à legislação e à necessidade de melhorar a segurança da comunidade pelotense, principalmente depois da fatalidade ocorrida com o incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria, o vereador Tenente Bruno (PTB) protocolou no Legislativo projeto de lei que torna obrigatório o emprego de bombeiros civis “em locais fechados e abertos com grande concentração de pessoas ou em locais de risco, conforme estabelecido na presente lei”.

    Pela proposta, chamada pelo parlamentar de “projeto para salvar vidas”, ficam obrigados a contratar bombeiros civis estabelecimentos comerciais, salões e auditórios, parques de exposições e eventos, estádios e ginásios esportivos, cinemas, teatros e circos que recebam público superior a 800 pessoas incluindo funcionários. Também se incluem no projeto hospitais, campus universitários, igrejas e templos religiosos, hotéis, pousadas, casas de hospedagem, que recebam a mesma concentração de pessoas.

    Empresas que atuem com uso de explosivos também precisarão contratar bombeiros civis, bem como todos os locais fechados que ofereçam qualquer tipo de restrição à saída imediata de pessoas.

    Além disso, a proposta do vereador Tenente Bruno também obriga que nos locais mencionados, onde estejam presentes mais de cinco mil pessoas, esteja à disposição um desfibrilador externo automático.

    “Mais de 200 vidas foram perdidas no incêndio na Boate Kiss pela falta de uma cultura de prevenção”, explica o Tenente Bruno. “Queremos com essa lei implementar uma sistemática que obrigue a presença do bombeiro civil para garantir a segurança das pessoas”.


Fonte: http://www.camarapel.rs.gov.br/imprensa/tenente-bruno-apresenta-projeto-de-lei-201cpara-salvar-vidas201d